Friday, June 02, 2006

TOQUE DE LETRA



Pedro J. Bondaczuk



ADVERSÁRIO PERIGOSO

Perigoso (diria, perigosíssimo) esse time do Figueirense, que a Ponte Preta enfrenta no domingo, no Moisés Lucarelli, no último jogo dos dois times pelo Campeonato Brasileiro, antes da parada para a Copa do Mundo. Assisti à partida de ontem do campeão catarinense, no Maracanã, quando derrotou o Botafogo por 3 a 2 e fiquei impressionado com o seu toque de bola e, principalmente, com a rapidez e eficiência dos seus contra-ataques. Não foi por acaso que o Figueira sapecou 6 a 2 no Palmeiras e que humilhou o Internacional de Porto Alegre, em pleno Beira-Rio, na vitória por 4 a 2 sobre os colorados. Trata-se de um time que marca muito e sai com muita velocidade e competência para o ataque, surpreendendo as defesas adversárias. A Ponte que se acautele. O atual time do Figueirense é muito diferente daquele do ano passado, que escapou do rebaixamento apenas nas últimas rodadas. Não tem nenhum jogador badalado, mas demonstrou, até aqui, muito conjunto. E, principalmente, muita competência. Está de parabéns, pois, o técnico Adilson Batista. Olho no Figueirense!

CHANCE DE REABILITAÇÃO

O Guarani tem tudo, hoje, para se reabilitar dos dois últimos maus resultados – a derrota diante do Marília, por 1 a 0, fora de casa e o empate com o Atlético Mineiro, por 0 a 0, no Brinco de Ouro – mesmo jogando no campo do adversário. O ambiente na Portuguesa é dos piores, principalmente depois da goleada que a Lusa sofreu, na terça-feira, no Canindé, quando foi humilhada pelo Paysandu por 6 a 2. Barbieri fará várias mudanças na equipe, que aliás não tem nenhum jogador capaz de desequilibrar. É um time comum e, por sinal, muito, mas muito limitado. Aliás, sua única estrela, Kleber, ficará de fora dessa partida e talvez de toda a temporada, já que negocia sua saída do clube. Pelas circunstâncias, portanto, qualquer resultado que não seja o de vitória do Bugre deverá ser encarado como muito ruim. Basta jogar um pouco, um pouquinho que seja de bola, para trazer os três pontos para Campinas.

SERÁ QUE ESTRÉIA?

Estou curioso pela estréia do meia Welber, que a Ponte Preta foi buscar no São Paulo, para reforçar seu plantel para a seqüência do Campeonato Brasileiro. Não sei qual é o estágio físico atual do atleta, que andava encostado no Fortaleza, para quem estava emprestado. Se estiver bem, deve entrar, nem que for no segundo tempo do jogo de domingo. Trata-se de um bom jogador, que não foi devidamente aproveitado no Morumbi. Espero que na Macaca reencontre o futebol que o projetou no Paysandu para a felicidade geral da nação pontepretana. É um meia interessante, versátil, muito veloz e hábil, que além de armar, faz muitos gols. Posso estar equivocado, mas alguma coisa me diz que ele vai se encaixar como uma luva neste time da Macaca, agora comandado por Marco Aurélio Moreira. Em forma, é o jogador ideal para puxar em velocidade os contra-ataques da Ponte. Que venha, pois, com garra e disposto a vencer e a fazer um bom campeonato. Se o fizer, a torcida o receberá de braços abertos!

SEM DOIS TITULARES

O Guarani terá, hoje, no Canindé, frente à Portuguesa, dois desfalques importantes. Sandro e André Conceição levaram o terceiro cartão amarelo, na terça-feira, diante do Atlético Mineiro e ficam fora do time. No caso da zaga central, César é um substituto à altura. Até porque, desde que se recuperou da contusão que o afastou por bastante tempo dos gramados, Sandro está devendo futebol. Contudo, André Conceição fará muita falta na função de “cão de guarda” da defesa. Waguinho Dias optou por escalar três zagueiros, apostando em Rogério para substituí-lo. O problema do Guarani, todavia, não é bem esse. É a timidez dos seus dois laterais, a irregularidade dos armadores e a falta de pontaria dos atacantes. Edmilson, seu artilheiro na temporada, atravessa má fase técnica, embora ninguém negue que se trate de um goleador nato. Se desencantar...adeus Lusa!

MAROLA DESNECESSÁRIA

Acho uma besteira imensa, e até um desserviço à Seleção Brasileira, o escândalo que a imprensa vem fazendo com o fato de alguns jogadores, mais especificamente, Ronaldinho Fenômeno, Adriano, Emerson e Roberto Carlos, terem sido flagrados numa boate suíça, por um fotógrafo local, em seu dia de folga. E daí? Eles não têm direito à diversão?! São crianças irresponsáveis que precisem ser vigiadas? Caíram na bebedeira? Claro que não! Pelo contrário, são jogadores experientes, rodados, com enorme quilometragem, campeões em seus respectivos clubes e na Seleção e que sabem muito bem o que podem e o que não podem fazer para não prejudicar suas carreiras. Falta de notícias dá nisso! Só espero que os atletas envolvidos não se deixem abater por essa estúpida inconfidência. Há gente que adora entregar o ouro ao bandido.

ATLETA EXEMPLAR

Mineiro é, mesmo, um sujeito diferenciado e um jogador exemplar. Ontem, no seu embarque para a Europa, mostrou-se pouquíssimo à vontade com as câmeras, microfones e flashes de fotógrafos, além do grande número de torcedores presentes no Aeroporto de Cumbica. Quem o conhece, sabe o quanto ele é tímido. Mal chegou a Wegis, porém, não deu uma de vedete, como muitos certamente fariam, em busca de qualquer privilégio. Pelo contrário, não reclamou de nenhum cansaço pela longa viagem do Brasil à Suíça e já foi logo para o campo, para participar dos duros treinamentos físicos com os demais companheiros. Não ficarei nada, nada surpreso se até o final da Copa Mineiro conseguir a condição de titular. Seriedade, aplicação e responsabilidade nunca lhe faltaram. E nem futebol, com toda a certeza.

RESPINGOS...

· O empate do São Caetano, diante do Internacional, na quarta-feira, no Anacleto Campanella, custou o cargo do técnico Nelsinho Baptista. Aliás, o Azulão não é nem sombra daquele time brilhante de anos atrás.
· E o Corinthians, hein! Acho uma bobagem essa história de zona de rebaixamento a esta altura do campeonato. Mas a nova derrota do Timão torna muito mais difícil sua eventual recuperação, já que os ponteiros da tabela começam a se distanciar bastante do campeão brasileiro da temporada passada. Pelo visto, adeus Libertadores do ano que vem!
· Apesar da derrota do Botafogo, Dodô voltou a marcar gols (fez dois) ontem, no Maracanã, diante do Figueirense. Já é o vice-artilheiro do campeonato, ao lado do garoto Pedro Oldoni, do Atlético Paranaense. Está, agora, só a dois gols atrás de Wagner do Cruzeiro. Deve chegar lá!
· O Paraná confirmou, ontem, em casa, que é um time para lutar não pela fuga do rebaixamento, com vem fazendo até aqui, mas por uma colocação, por exemplo, que o credencie para a disputa da Copa Sul-Americana. E, se bobearem, até para beliscar uma vaga para a Libertadores da América.
· Golaço, o de Jadilson, pelo Goiás, ontem, contra o Corinthians! O lateral do verdão goiano foi mais um dos vários bons jogadores que o Guarani teve em seu plantel, não soube valorizar devidamente e deixou escapar por entre os dedos.

* E fim de papo por hoje. Entre em contato, para críticas e sugestões.


pedrojbk@hotmail.com

3 comments:

Anonymous said...

Your are Nice. And so is your site! Maybe you need some more pictures. Will return in the near future.
»

Anonymous said...

Really amazing! Useful information. All the best.
»

Anonymous said...

I find some information here.