Thursday, August 02, 2007

REFLEXÃO DO DIA


Dia desses, uma amiga (não me recordo qual), fez uma observação bastante pertinente sobre a poesia. Afirmou que ela perde muito da sua autenticidade, e, conseqüentemente, do seu valor, quando é transformada em mera mercadoria. Concordo plenamente com ela. A obra de arte pode até render dividendos pecuniários ao seu autor, ou aos seus familiares, mas este jamais deve ser o objetivo do poeta ao compor os seus poemas. O escritor Máximo Gorki observou, a este propósito, no conto “Konoválov”, inserido no livro “Os melhores contos de Máximo Gorki”: “Com a poesia dá-se o mesmo que acontece com todas as outras coisas: ela perde a singeleza sagrada, tão logo se transforma em profissão”. O poeta é um marginal por excelência desse arremedo de sociedade civilizada que se vê por aí. Quando abre mão dessa prerrogativa, deixa de ser um artista para se transformar em mero artesão.

1 comment:

Imigrante said...

Rock 'n' roll will never die!
http://imigrante.blogspot.com