Tuesday, May 30, 2006

TOQUE DE LETRA



Pedro J. Bondaczuk



DE CORAÇÃO NOVO

A melhor notícia de hoje, referente à Ponte Preta, é a da volta do volante Carlinhos, não somente ao time titular, mas ao futebol. Seu valente coração pontepretano está novinho em folha e o jovem atleta, dessa forma, retoma, com a garra que lhe é peculiar, sua curta, mas digna carreira. Se vai jogar bem ou mal, são outros quinhentos. Mas para quem superou um problema tão grave, como o que teve, e em tão pouco tempo, com certeza deverá suprir com muita raça a falta de ritmo de jogo. Tenho certeza de que Carlinhos será uma espécie de talismã da Macaca e que sua volta vai motivar os companheiros a fazerem uma partida memorável, amanhã, em Caxias do Sul, diante do Juventude. Que boa notícia!

FALTA DE ASSUNTO

Prever o rebaixamento do time x, y ou z, a esta altura dos campeonatos brasileiros, quer da Série A, quer da Série B, é de uma inutilidade sem tamanho. As competições atingem, no próximo fim de semana, apenas a décima rodada, de 29 no total. Ou seja, pouco mais de 10%. O fato de Santa Cruz, Palmeiras, Ponte Preta e Vasco da Gama estarem, agora, nas últimas colocações, por exemplo, não quer dizer absolutamente nada. Muita água vai rolar debaixo da ponte. Duas vitórias (tarefa nada impossível), apenas duas, de qualquer um desses quatro, os colocarão no meio da tabela. Essa história de falar de rebaixamento desde a primeira rodada é coisa de plantão esportivo de emissoras de rádio, para terem assunto para preencher o tempo de que dispõem. A permanência na zona de rebaixamento, portanto, passa a ser relevante somente a partir do Segundo Turno. Antes, não passa de histeria. E estamos conversados!

MÁ FASE

A principal estrela do atual time do Guarani, o atacante Edmilson, há já algum tempo está devendo futebol para a torcida. Não sei se o problema é de condicionamento físico, ou de postura tática ou mesmo de deficiência técnica do atleta. É certo que o jogador é o artilheiro do time na temporada. Cerca de metade dos seus gols, porém, foi anotada na cobrança de pênaltis. Claro, isso não é de se desprezar. Na Ponte Preta, por exemplo, o meia Élson caiu em desgraça com a torcida exatamente por haver perdido duas penalidades máximas consecutivas. Mas que Edmilson está devendo bola, ah, isto está! Quem sabe hoje, contra o Atlético Mineiro, que terá o novo técnico, Levir Culpi, apenas observando o time das arquibancadas, o atacante bugrino, finalmente, desencante e volte a mostrar aquele futebol que o tornou ídolo da torcida.

QUESTÃO DE JUSTIÇA

Além da escalação do volante Carlinhos, para o jogo de amanhã, em Caxias do Sul, contra o Juventude, outra decisão que gostei, por parte do técnico Marco Aurélio Moreira, foi a manutenção de Tuto no time titular. Trata-se de questão de justiça, pelo que o atleta fez contra o Paraná Clube. Sempre achei estranha a má-vontade demonstrada pela imprensa de Campinas e por parte da torcida (certamente influenciada pela crônica) em relação ao jogador. Muito medalhão, infinitamente pior do que Tuto, já vestiu a gloriosa camisa da Macaca e não foi tão criticado quanto o esforçado meia-atacante que fez a maior parte da sua carreira no futebol do Japão. O que se exige de um narrador de rádio e, principalmente, de um comentarista esportivo, é objetividade, sem prejulgamentos. Pode até ser que o jogador não faça nada de útil amanhã e até comprometa o time. Se isso acontecer, aí sim darei razão aos críticos. Mas antes?!!! De forma alguma! Afinal, é burrice desvalorizar o patrimônio do próprio clube e, como pontepretano, jamais farei isso.

FALTAM LATERAIS

Um dos problemas enfrentados pelo Guarani, e há já um bom tempo, é a falta de bons laterais, quer na direita, quer na esquerda. Os atuais titulares dessas posições, Mariano e Adílio, ambos pratas da casa, embora revelem potencial, ainda não estão aptos à titularidade. Oscilam demais e alternam boas e péssimas partidas. Os reservas imediatos, Nelsinho e Daniel, já tiveram suas oportunidades e decepcionaram. O primeiro, até que começou bem, mas está atualmente em má fase. Jogou alguma coisa quando o técnico era o Ferreirão. Depois que este saiu... Já Daniel, vive mais no Departamento Médico do que em campo. Desde que chegou ao Brinco de Ouro, fez duas ou três partidas, se tanto e, se não decepcionou, também não entusiasmou ninguém. E pensar que o Bugre já teve laterais como Diogo, Ferrari, Jadilson, Gustavo Nery... e vai por ao afora!

VOLTA ÀS ORIGENS

A Ponte Preta promete, com a recém-anunciada parceria com a CNA, voltar às suas origens de time formador de jogadores. Anuncia-se ampla reformulação nas categorias amadoras e uma vinculação mais estreita entre os juniores e os profissionais. Numa de suas passagens pelo clube, recorde-se, Marco Aurélio Moreira revelou, e projetou para o futebol, entre outros, o zagueiro Fábio Luciano e o atacante Luís Fabiano. Ambos chegaram à Seleção Brasileira, jogam no exterior e são valorizadíssimos por seus respectivos clubes. Creio que, desta vez, Wanderley e Didi (pelo menos eles), vão ter novas chances e irão despontar como craques em potencial que são. Nos juniores, a Ponte também tem bons zagueiros, que não ficam, convenhamos, nada a dever aos atuais titulares, que integram a defesa mais vazada do Campeonato Brasileiro da Série A. Tomara que não se fique apenas no terreno das intenções.

RESPINGOS...

· O Santos deverá crescer muito, tecnicamente, depois da Copa do Mundo. O ponto fraco do time, atualmente, é sua peça ofensiva. Reforços para o setor, no entanto, deverão chegar. E Jonas estará, logo, logo, de volta à equipe.
· Lamentável o desentendimento entre o zagueiro Edmilson e o atacante Adriano. Brigas, como esta, só tendem a estragar o ambiente da Seleção Brasileira, há exatas duas semanas da estréia na Copa do Mundo.
· O clássico entre os tricolores paulista e carioca, São Paulo e Fluminense, promete ser um dos mais interessantes da rodada. Ambos terão a oportunidade de provar se são, de fato, ou não, favoritos à conquista do Campeonato Brasileiro de 2006.
· Kia Joorabchian garante, para quem quiser ouvir, que não irá negociar o passe de Tevez depois da Copa. Será? Ele pagou US$ 20 milhões pelo craque argentino e estaria recusando US$ 60 milhões (300% a mais) para vendê-lo. Conseguirá resistir à tentação?!
· O tenista espanhol, Rafael Nadal, em sua estréia vitoriosa em Roland Garros, entrou para a história do tênis mundial. Tornou-se o recordista de vitórias em piso de saibro de todos os tempos.

* E fim de papo por hoje. Entre em contato, para críticas e sugestões.


pedrojbk@hotmail.com

3 comments:

Anonymous said...

Hmm I love the idea behind this website, very unique.
»

Anonymous said...

Your are Excellent. And so is your site! Keep up the good work. Bookmarked.
»

Anonymous said...

I find some information here.