Friday, July 31, 2009

REFLEXÂO DO DIA


Não há poesia latente nas coisas, pessoas, paisagens e outros seres vivos e nem no universo. Ela não é como os frutos maduros de uma árvore cujo único trabalho que tenhamos seja o de colhê-los para o nosso deleite e satisfação e dos que queiram, saibam e possam apreciá-la.. Não é assim que as coisas funcionam. Tudo o que nos cerca é o que é, para nós e para qualquer outro. Há poesia (ou não há) somente dentro de nós. Ela nasce (ou não nasce) em nosso íntimo, na maneira como nos encaramos e a tudo o que nos rodeia: pedra ou água, treva ou luz, pessoas ou flores, insetos ou animais. É da nossa sensibilidade e talento que nascem as metáforas, os versos, as rimas, a métrica, enfim, o poema. O poeta é um criador, que do barro imundo molda transcendências. Mauro Sampaio expressa tudo isso neste poema intitulado “Poesia”: “Não há poesia./É apenas o Universo./A árvore é árvore e o pássaro é pássaro./Apenas a poesia da árvore ou do pássaro/em cada um de nós”.

2 comments:

Marcio Ramos said...

cheguei aqui por acaso... ou nem tanto... sabe eu sempre olhei o mundo a minha volta como um sonho que se desdobra... poetico... não acredito em destino, salvação, ou finalidades... acredito neste irracional natural... mas com relação a poesia acredito que todo mundo tem dentro de si esta parte poetica, alguns mais outros menos... legal seu BLOG...

Anonymous said...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra commander
http://commanderviagragenerique.net/ acheter viagra
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ viagra generico