Friday, April 04, 2008

REFLEXÃO DO DIA


O sucesso e o fracasso raramente são permanentes e muito menos definitivos. Os insucessos, por exemplo, dependendo das circunstâncias, podem ser revertidos, com um pouquinho mais de persistência, após criteriosa análise dos pontos em que falhamos e a conseqüente correção de rumos. Já os êxitos podem se diluir num piscar de olhos e desaparecer, subitamente, se viermos a nos contentar com eles e nada fizermos para os consolidar. Portanto, nem o sucesso deve ser recebido com exagerada euforia e nem o fracasso com desânimo. A vida é mutante e as circunstâncias variam ao sabor dos dias. Tendo isso em mente, evitaremos dissabores desnecessários e decepções evitáveis. Jorge Luís Borges escreveu a esse respeito, citando outro escritor: “Rudyard Kipling disse que o sucesso e o fracasso são dois impostores: ninguém fracassa tanto quanto crê e ninguém tem tanto sucesso quanto crê”. Embora se trate de lição óbvia, nem sempre a levamos em conta no curso das nossas vidas.

1 comment:

Anonymous said...

See Please Here