Sunday, April 23, 2006

REFLEXÃO DO DIA


O escritor Humberto de Campos, na “Antologia da Academia Brasileira de Letras”, observa: “Há em cada vida de homem sombrios desvãos, úmidas e recônditas grotas cheias de perfume e mistério. Aí moram os pensamentos que, por melindrosos demais, não se querem ver ao sol; as impressões que se não descrevem e os nomes que, no dizer de Saint-Beuve, ‘il faut bénir et taire’”. Somos seres racionais, com liberdade para escolher entre vários caminhos. O que temos é que exercer plenamente essa racionalidade e optar entre o certo e o errado, entre o bem e o mal, entre a sublimidade e o horror. Ninguém deve, ou pode, fazer isso por nós. A maioria das pessoas assusta-se com a complexidade dos relacionamentos humanos. Algumas, apavoram-se diante da vida e recolhem-se a uma covarde alienação. Mas não fazem nada para modificar o mundo para melhor. O importante, contudo, é agir.

1 comment:

Ernesto von Rückert said...

Pedro, como são belas as fotos que você coloca em seu blog! Quero deixar este registro. Sobre a propriedade e a qualidade dos textos, nem falo...Mas quero dizer que, de tudo o que se possa apreciar de belo, quer na natureza, quer na obra do homem, nada supera a própria pessoa humana, seus traços e o que sua postura pode revelar de seus sentimentos e seu caráter. E, ainda, na pessoa humana, sobressai a beleza feminina. Você está de parabéns pelas escolhas.